• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • cartaicone
  • Paulo T. Vasconcellos

Sobre Tragédias e Problemas.



Eu escolheria uma tragédia a um problema, qualquer dia do ano.


Não estranhem. Tragédias causam muito mais impacto que problemas. São grandes acontecimentos, inevitáveis, que alcançarão todos em maior ou menor grau no transcurso da vida.


O falecimento dos pais é uma tragédia, a perda de pessoas queridas é uma tragédia. Uma doença séria, um acidente ou mesmo morrer é uma tragédia.


Tragédias causam um grande prejuízo, em contraste a um problema, que, normalmente, é uma situação incômoda, repetitiva e que não vai acabar com sua vida ou sonhos. Quando muito vai incomodar.


Câncer é uma tragédia. Herpes é um problema.


Câncer pode acabar com uma vida, causa muito sofrimento e pode deixar marcas perenes. É uma tragédia.


Herpes é uma feridinha meio nojenta que na maior parte do tempo é irrelevante, mas, ocasionalmente, no inverno, com a resistência baixa, estressado e cansado, (pop!) ela aparece pra encher o saco.


O problema dos problemas (e a repetição aqui é um problema) é que eles são parasitas. Eles não matam pois se o hospedeiro morrer eles morrem. Problemas se prolongam no tempo, nem matando, nem aleijando (como as tragédias), mas em uma cansativa guerra de atrito que toma recursos de tempo, energia e atenção valiosos.


Tragédias são algo que se supera. Um buraco que se tapa. Uma cura que se alcança.


Problemas são um gargalo da vida. Ou um teto muito baixo que faz viver meio curvado, eternamente tenso, com medo de bater a cabeça ou quebrar uma lâmpada, e que com o tempo faz esquecer que outra vida é possível.


O bonito da vida é que tragédias acontecem, mas problemas se repetem. Bonito porque problemas foram feitos para serem resolvidos e, se eles não são resolvidos, eles são repetidos.


Daí uma ótima pista para medir a qualidade de vida: problemas novos.


Enfrentar problemas novos é um sinal de que os problemas velhos foram resolvidos e um novo horizonte se descortinou. Problemas novos, erros novos, novas dúvidas são bençãos e deveriam ser vistos assim. Mas problemas foram feitos para serem resolvidos.